Salineiro questiona radares na Capital e arrecadação de R$ 19 milhões em multas de trânsito

04 Mar

Ao classificar radar móvel uma “covardia”, o vereador André Salineiro revelou nesta terça-feira (3) que foram arrecadados R$ 19,2 milhões em multas de trânsito durante o ano de 2019, em Campo Grande. A indústria da multa é fortalecida com os radares, na opinião do parlamentar. Salineiro insiste para que a Prefeitura diminua o número de radares fixos, substituindo muitos por travessia elevada ou quebra-molas, além de defender o fim de radares móveis no município e também em rodovias estaduais. Salineiro lembrou ainda que já houve um período, no ano passado, em que mais de 11 mil veículos foram multados em apenas 10 dias, na Capital.

“Os radares ficaram desligados por dois anos, de dezembro de 2016 a dezembro de 2018, e neste período constatamos um dado importante que revela que os radares não diminuem o número de acidentes em Campo Grande. Servem apenas para multar e ‘assaltar’ quem já paga vários tributos”, argumentou Salineiro, ao destacar que de 2017 para 2018, houve redução de 22% no número de acidentes e de 2016 para 2017, uma redução de 15% do número de mortes.

Salineiro destacou que não é contra radares, mas contra o uso excessivo, em especial dos móveis que surpreendem os condutores. “É um recurso milionário. Precisamos da sensibilidade da Prefeitura para rever tudo isso, onde tem necessidade e onde não tem”. No país, Bolsonaro tentou evitar o uso de radares móveis em rodovias federais, mas teve sua decisão derrubada pela Justiça.

Caroline Maldonado

#ENQUETE

O que pode melhorar a Segurança Pública?

GABINETE

ITINERANTE